5 "por quês"? Provando a importância de ser chato

Sabe aquele indivíduo que deseja saber de tudo. Como se faz isso? Como se faz aquilo? Por quê disso? Por quê daquilo? Tem pessoas que não se contentam com uma resposta e querem saber o por quê de todas as coisas, e muitas vezes, para os gestores essas pessoas podem ser um verdadeiro pé no saco por não se contentarem em apenas cumprir ordens, mas precisarem de um motivo para fazer qualquer coisa

Ser chato é necessário para a resolução de problemas e para fazer gestão. Essa expressão pode parecer estranha a princípio, mas logo você vai entender o por quê!

O que é ser chato?
Segundo o dicionário é a característica do indivíduo que causa incômodo ou tédio.
Sabe aquele indivíduo que deseja saber de tudo. Como se faz isso? Como se faz aquilo? Por quê disso? Por quê daquilo? Tem pessoas que não se contentam com uma resposta e querem saber o por quê de todas as coisas, e muitas vezes, para os gestores essas pessoas podem ser um verdadeiro pé no saco por não se contentarem em apenas cumprir ordens, mas precisarem de um motivo para fazer qualquer coisa.

Na verdade essa é uma característica de pessoas analíticas, com auto grau de concentração e comprometimento, que não querem desperdiçar seu tempo ou começar a fazer algo sem saber por quê e como fazer. São pessoas realmente necessárias as organizações para que as ações e decisões tenham um equilíbrio entre empolgação e racionalidade.

Talvez não tenha notado, mas já usei a expressão "por quê" cinco vezes nesse artigo. Por quê? Esse é o assunto central deste texto: A técnica dos "5 Por quê's".

Essa é uma ferramenta utilizada na análise de problemas, juntamente com outras ferramentas como o diagrama de Ishikawa (conhecido como espinha de peixe) e diagrama de Pareto, e seu objetivo é encontrar a causa raiz do problema analisado, afim de resolver o problema definitivamente de forma a evitar que o mesmo se repita.

Vamos esclarecer isso com um exemplo de perguntas e respostas:

Por que o produto não foi entregue? Porque não tinha embalagem.
Por que não tinha embalagem? Porque a produção não entregou.
Por que a produção não entregou? Porque não tinha a matéria prima.
Por que não tinha a matéria-prima? Porque o fornecedor não entregou.
Por que o fornecedor não entregou? Porque houve atraso no pagamento.

Na verdade, o nome 5 Por quê's é como a técnica ficou conhecida, mas você pode fazer a pergunta "por quê?" quantas vezes forem necessárias até chegar a verdadeira causa do problema. Achar a causa com essa técnica se torna mais fácil pois estrutura o pensamento objetivamente, permitindo o direcionamento para a ação que efetivamente solucionará o problema.

Ainda, pode-se aplicá-la, além da análise de problemas, para estruturar o pensamento em momentos de tomar decisões. Afinal, sempre há alguma forma melhor, mais rápida, com menor custo financeiro e emocional, de se chegar a um objetivo. Então temos que estar sempre nos perguntando: Por que fazer dessa forma e não de outra? Por que essa é a melhor forma? Por que isso ou aquilo aconteceu e como podemos prevenir que isso se repita futuramente? Por quê? Por quê? Por quê???

Agora você pôde compreender como ser chato é importante. Portanto, seja chato, sem medo de incomodar ou entediar alguém, afinal isso pode ser a salvação da pátria, e a sua!!!

Publicado originalmente em http://gestaofacilacadem.blogspot.com.br/2015/10/5-por-ques-provando-importancia-de-ser.html

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento