5 lições de empreendedorismo extraídas da série Narcos e da história de Pablo Escobar
5 lições de empreendedorismo extraídas da série Narcos e da história de Pablo Escobar

5 lições de empreendedorismo extraídas da série Narcos e da história de Pablo Escobar

Acrescente uma pitada de visão empreendedora, misture com um pouco de imaginação e descubra o que a história de Escobar pode nos ensinar!

Calma, antes de falar qualquer coisa e receber um enxurrada de críticas, ressalto que não estou falando para você virar traficante ou narcotraficante. Meu convite é apenas para que você use a imaginação e acrescente uma pitada de visão empreendedora ao analisar algumas coisas da história de Pablo Escobar apresentada na série Narcos e adapte a sua realidade.

Aliás, eu acredito que os insights para um negócio tem grande possibilidade de surgir nos momentos "mais improváveis" e que por isso não devemos fechar nunca a mente, seja num momento de trabalho, lazer ou em um hobby as ideias podem surgir a qualquer hora. E foi com esse pensamento que eu assisti a série Narcos, fazendo surgir os pontos que compartilho com vocês a partir de agora:

1ª Lição: Sonhe Grande!

A primeira coisa que mais me chamou atenção foi a visão de Pablo Escobar ao ver o grande mercado que teria levando a cocaína para Miami. Quando surgiu a oportunidade apresentada pelo "Barata" de trazer a pasta de cocaína do Peru, ele poderia ter limitado o seu negócio ao "seu quintal", mas não ele literalmente criou um "oceano azul" de possibilidade e foi explorar um mercado sem concorrência que ele dominaria por vários anos.

É como diz Beto Sicupira: "Sonhar pequeno e sonhar grande dá o mesmo trabalho", portanto sonhe grande!

2ª Lição: Seja Criativo mediante aos problemas que surgirem!

Escobar e "sua turma" logo começaram a ter tanta demanda do "novo produto" que chegava a Miami que passaram a ter o primeiro grande problema: logística. O responsável pela "logística" já não conseguia atender a demanda apenas levando a cocaína escondida no paletó especial feito pelo dona Hermínia (a criativa mãe de Escobar), portanto tiveram de pensar em outras possibilidades que permitissem escalar a operação até chegarem as rotas "especiais" de avião após conhecerem Carlos Lehder.

Outra solução curiosa que deram a um "problema" digamos interessante foi a de enterrar o dinheiro e criar um mapa do tesouro administrado pelo contador da "empresa" , o Barba Negra. Isso foi necessário pois ganhava-se mais dinheiro do que era possível lavar na companhia de Táxis, empresa de fachada que tentava ser a justificativa da montanha de dinheiro que Escobar ganhava.

(Escobar Respondendo a Gustavo Gaviria sobre o problema que enfrentavam para lavar tanto dinheiro.)

"Compremos una lavadora más grande, pues."

3ª Lição: Seja um Líder e um Ótimo Negociador!

Claro que Escobar, mesmo antes de vir a fazer uso do terrorismo, já usava a força e violência para intimidar seus "colaboradores" e concorrentes, mas não se pode negar que ele era um excelente articulador e que conseguia colocar todos osstakeholders (envolvidos) na palma de suas mãos, afinal a força só não seria suficiente. Inclusive a população colombiana ao lado de um narcotraficante como aconteceu durante boa parte de sua história, só aconteceu graças ao misto de oportunidade e estratégia, em que auxiliado pela sua amante e jornalista Valeria Velez, ficou conhecido como "Robin Hood da Colômbia" e conseguiu o apoio neste momento seu o uso da violência direta.

"Hay momentos para pelear y hay momentos para ser astutos."

O seu papel de liderança é notado não apenas com seus subordinados, mas também com seus sócios do cartel. Ele conseguiu por diversas vezes, mesmo tendo sido o causador dos problemas, unificar todo o cartel em prol de objetivo em comum como no caso do "Os Extraditáveis". Além do caso onde conseguiu convencer o grupo de comunistas M-19 a atacar o palácio da justiça, claro que teve dinheiro envolvido, mas isso só foi possível por quê lá atrás ele não matou o Ivan, líder do grupo.

4ª Lição: Saiba Delegar Tarefas e Funções!

Para se tornar o 7º homem mais rico do mundo em sua época, Escobar não tinha como fazer tudo sozinho e por isso contava com diversas pessoas ao seu lado. Indo desde seu primo e braço direito Gustavo, passando por pessoas como o Barata que cuidava da produção, Valeria Velez a jornalista, até o Poison e seus outros capangas.

Uma prova de que ele conseguiu delegar bem as tarefas foi a de que enquanto concorria ao senado, pode se dar ao luxo de deixar seu negócio na mão de Gustavo e seus colaboradores.

5ª Lição: Tenha um propósito de vida e não faça apenas pelo dinheiro!

Pablo Escobar mostrou-se mais triste após perder seu sentido de vida, ele declarava ter um propósito "Eu vou salvar a Colômbia", e começar apenas uma corrida por dinheiro e mais dinheiro. Conforme ele foi perdendo as pessoas que gostava e tendo de ficar cada vez mais longe de sua família, seu negócio também começava a declinar, pois sua instabilidade emocional começou a influenciar suas decisões e atitudes colocando tudo que foi "conquistado" em xeque.

Por isso o aprendizado maior que fica em minha opinião é que devemos sim ter um propósito de vida e fazer aquilo que nos faz "feliz", o dinheiro somente pelo dinheiro uma hora perde o sentido, sendo na casa dos milhares ou milhões. Fazer o que gosta, lembrando que envolve fazer algumas coisas de que não gostamos as vezes, é fundamental para um negócio de sucesso, pois aquilo será parte integrante de sua vida.

Claro que a série Narcos e o Pablo Escobar tem muito mais a ensinar no que não fazer do que no fazer, não estou idolatrando-o nem nada do tipo. Mas como dito no início do artigo acho interessante desenvolver esse olhar empreendedor, "virar a chave" sabe, isso pode te gerar muitas ideias, acredite!

Consegue agora imaginar e aprender com algumas da soluções apresentadas para adaptar ao seu negócio? Tenho certeza que sim!

Grande abraço e até a próxima!

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento