5 dicas para não fazer feio nas dinâmicas de grupo

As dinâmicas são situações hipotéticas realizadas em ambiente controlado para observar potenciais talentos e habilidades através de comportamentos. Isso quer dizer que o candidato será avaliado a partir de critérios de acordo com as competências que o recrutador precisa identificar para sua vaga

Muita gente tem um verdadeiro pavor de dinâmicas de grupo, principalmente quando são usadas em processos seletivos. O que pouca gente sabe é qual o objetivo desta etapa e como transformar esse momento em uma situação menos traumática.

Como trabalho com Recursos Humanos há bastante tempo, já vi tudo acontecer em uma dinâmica. Já assisti pessoas dormindo (literalmente) durante uma atividade, gente muito nervosa sem conseguir dar uma palavra, candidatos tentando adivinhar a dinâmica como se fosse um número de mágica, mas também já encontrei muita gente boa aproveitando esse momento para mostrar todas suas habilidades.

Você não sabe o que fazer quando está diante de um grupo de concorrentes e um avaliador? Então vamos acabar com esses medos agora.

Bom, primeiro precisamos entender o objetivo principal de uma dinâmica de grupo em um processo seletivo.

As dinâmicas são situações hipotéticas realizadas em ambiente controlado para observar potenciais talentos e habilidades através de comportamentos. Isso quer dizer que o candidato será avaliado a partir de critérios de acordo com as competências que o recrutador precisa identificar para sua vaga. Por exemplo, se um recrutador possui uma vaga de atendente de loja, ele pode preparar uma dinâmica onde se consiga observar comportamentos como iniciativa, comunicação clara, paciência, boa postura, respeito, foco no cliente, entre outros.

Os critérios para observação sempre vão estar alinhados com as competências necessárias ao cargo ou organização, ou até mesmo do setor para qual aquele candidato poderá trabalhar. Por isso é importante compreender que as características que serão observadas para uma função podem variar de empresa para empresa.

As dinâmicas de grupo são de suma importância para um recrutador quando uma vaga não requer experiência na função, e sim a identificação de candidatos que possuem potencial para aquele cargo, como por exemplo: vagas de estagiários, jovens aprendizes, trainees ou juniores. Porém não existem restrições para outras vagas de média ou alta senioridade, somente não são tão comuns, visto que nestes casos a experiência profissional pode ser bem explorada na entrevista e testes.

Agora que você já compreendeu a finalidade da dinâmica, vamos a algumas dicas que farão você se sair muito melhor no próximo processo que for convidado:

  1. Comunicação acima de tudo – Em uma atividade em grupo, espera-se que todos os integrantes participem igualmente. Esforce-se para contribuir com sugestões de resolução ao grupo. Muita gente se sai mal nas dinâmicas porque não se mostra. Desta forma, não será possível ao recrutador avaliar quais qualidades poderão agregar àquela empresa se ficar apático durante a dinâmica. Não perca a chance de demonstrar atitude.
  2. Equilíbrio para não falar demais – Outras pessoas querem tanto demonstrar o quanto são boas que não deixam os membros do grupo se expressarem. Cuidado para não “atropelar” os outros ou ser prolixo nas explicações para não se tornar chato. Tenha bom senso e perceba se está agradando. Se necessário, diminua o ritmo da fala e sempre respeite o espaço dos concorrentes.
  3. Seja natural – Cuidado para não demonstrar um personagem durante a dinâmica. Os recrutadores são bons em perceber contradições nos discursos e comportamentos. Você deve agir como se estivesse em uma situação real. É melhor não ser aprovado na vaga do que ser demitido em seguida por ter fingido ser uma pessoa que não é.
  4. Siga instruções – Para muitas empresas, seguir regras e respeitar hierarquia é muito importante. Nas dinâmicas normalmente são solicitadas algumas “missões” em grupo ou individualmente. Respeite as instruções para se sair bem. Planeje e controle o tempo para não deixar de concluir nada e não atrapalhar o grupo.
  5. Esteja atualizado – Saber o que acontece no mundo é muito importante para quem participa de um processo seletivo, assim como saber sobre a empresa que está se candidatando. Muitas atividades são preparadas com base nos valores e cultura da organização ou com informações econômicas e financeiras que afetam o negócio da empresa. Estar atento a isso, pode lhe conferir alguns pontos a seu favor.

Contudo, é importante lembrar que não existe melhor ou pior candidato em uma atividade em grupo, e sim o candidato que tem o perfil mais adequado para a vaga. Por isso, se você usou todas as dicas e mesmo assim não foi escolhido, provavelmente você se saiu muito bem, mas algum candidato deve ter se aproximado mais do perfil que o recrutador estava buscando.

E por último: não desanime! Aprenda com as experiências e se torne mais forte para as próximas oportunidades.

Em muitas situações, nem sempre o conhecimento e a habilidade falam mais alto e sim as atitudes. Aproveite para demonstrá-las da melhor forma e conquistar suas vitórias!

ExibirMinimizar
Digital