5 dicas para fazer mais com menos

Uma palavra muito utilizada nos últimos anos não pode ser permitida no mundo corporativo: "Ostentação". A partir desse ano, até os próximos dois, sobreviverá quem conseguir fazer mais com menos.

Em 2015 vivemos um dos piores momentos da economia brasileira, o pior para a geração Y até o momento. Mas o que isso tem haver com a nossa carreira? Qual a melhor postura para os gestores?

O próximo ano tende a ser pior do que 2015 para a maioria dos ramos de atividades (vendas no varejo, prestação de serviços ou indústrias). Muitas empresas não terão fôlego para passar esse período ilesas e outras não conseguirão seguir em frente. Para que sua empresa e emprego fiquem fortes o suficiente para passar dessa fase é imprescindível ter as seguintes atitudes:

1 – Corte gastos excessivos – antes de qualquer decisão que gere custo, pergunte-se sobre a real necessidade de executá-lo. Se for uma compra, por exemplo, pense se realmente é o momento e se será algo que fará a diferença para você, caso não seja importante, descarte.

2 – Revise rotinas – reveja os seus processos internos e analise se realmente são feitos da melhor forma. Procure por opções voltadas à agilidade e qualidade. Rotinas que são executadas sem gerar um resultado utilizável não devem ser mantidas.

3 – Renegocie contratos – em tempos de crise cada cliente vale ouro. Convoque seus fornecedores e abra uma negociação sobre o serviço que prestam a você, mesmo aqueles que estão com contratos sem data de vencimento próxima. Esse é um ótimo período para se negociar valores.

4 – Mantenha em sua equipe quem joga para cima – em tempos ruins você deve ter um time de excelência para que sua chance de sucesso seja melhor. Manter pessoas que não estão jogando junto com o time vai acabar jogando todos para baixo. Você como gestor tem a obrigação enxergar isso e manter a qualidade da equipe.

5 – Saiba o custo de seu produto – mesmo que pareça banal, existem produtos que são vendidos que são mensurados os custos de forma errada, às vezes até pela complexidade de se chegar a um valor. Isso pode levar uma organização ao fracasso. Invista seu tempo para que os custos sejam identificados da forma mais assertiva possível, assim poderá ter a certeza que determinado produto ou serviço é rentável.

Somente aumentar o faturamento não fará com que sua instituição fique ilesa perante a crise. Não adianta aumentar as receitas em 50% se os gastos crescem 60%. Em todo lugar podemos cortar gastos desnecessários, seja em aquisições ou em processos de produção de um produto ou serviço.

Diminuindo os custos de operação de sua empresa fará com que o lucro seja maximizado, mesmo que o faturamento se mantenha em relação ao ano anterior, ou poderá minimizar as perdas caso o faturamento venha a encolher.

A palavra de ordem é "Tirar leite de pedra".

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento