3 fatores que retêm talentos nas empresas
3 fatores que retêm talentos nas empresas

3 fatores que retêm talentos nas empresas

Pensar e criar estratégias e ações efetivas que considerem o funcionário enquanto pessoa e profissional permite que se obtenha ainda mais produtividade e, o melhor, ela vem acompanhada de bem-estar

Em um evento de coaching em grupo em que estive semana passada, a palestrante mencionou três fatores que motivam e retêm talentos nas companhias: 1 - qualidade de vida, 2 - senso de pertencimento e 3 - participação/ compreensão da importância de seu trabalho.

Pensar e criar estratégias e ações efetivas que considerem o funcionário enquanto pessoa e profissional permite que se obtenha ainda mais produtividade e, o melhor, ela vem acompanhada de bem-estar. Indo além das táticas organizacionais que serão mencionadas ao longo deste artigo, atitudes do dia a dia como todos se cumprimentarem cordialmente, manterem um clima harmônico, de cooperação e bom-humor – enfim, simples ações que à primeira vista pareçam banais – podem significar que cada um é importante e que todos juntos formam um time ainda melhor (clichê, porém verdadeiro).

Qualidade de vida

Ao se analisar cada um dos motivos separadamente é possível elencar e implementar inúmeras estratégias e ações. Para melhorar a qualidade de vida dos colaboradores, por exemplo, é possível realizar campanhas e produzir conteúdos relacionados à prática de exercícios físicos, alimentação saudável e sono de qualidade; formar um grupo de corrida corporativo; assinar convênios com academias de ginástica e dança; incentivar que o tempo em família seja proveitoso e prazeroso; respeitar o tempo de férias; flexibilizar o horário de trabalho e aplicar, quando possível, a prática do home office (principalmente para os colaboradores de grandes cidades); buscar alternativas para que seja possível realizar algumas emendas de feriado por compensação de horas prévia, incentivar a realização de check ups médicos anuais etc.

Além destas ações, há muitas outras que podem contribuir para a melhoria de qualidade de vida dos colaboradores, as áreas de Recursos Humanos e Comunicação, juntamente com os gestores das demais áreas, podem sugerir e implementá-las. Cada companhia possui uma cultura organizacional e é possível elaborar um plano de ação com foco em qualidade de vida que respeite esta cultura e a reforce.

Senso de pertencimento

Em relação ao sentimento de pertencimento, assim como o exercemos em inúmeros círculos sociais dos quais fazemos parte (clubes, igrejas, time de futebol, admiradores de um mesmo filme, leitores de determinado autor, grupos de amigos etc), é importante despertar prazer e orgulho de se estar na empresa em que está, o verdadeiro engajamento é estimulado quando o profissional se sente útil, aceito e integrado, quando percebe que o trabalho dele e ele enquanto pessoa fazem diferença. Além disso, o modo como a empresa trata o público interno (divulgar ações e notícias em primeira mão), buscar uma comunicação transparente, abrir-se para o diálogo, incentivar o colaborativismo e a interação também contribuem para que muito mais do que funcionários, a organização conte com verdadeiros parceiros que vestem efetivamente a camisa.

Participação

E, por fim, e totalmente atrelado ao senso de pertencimento, despertar a participação e demonstrar que a companhia compreende a importância do trabalho de cada um colabora para que o funcionário alcance sua realização profissional. Estimular rodos a empreender, a exercitarem seu pensamento criativo. Afinal, quando se alcança a percepção de sua importância na estratégia da organização, torna-se mais possível que o profissional seja mais ativo, mais participativo e, consequentemente, que a empresa o perceba e valorize em sua totalidade.

Assim, percebe-se o quão estratégico é que gestores, Recursos Humanos e Comunicação planejem e apliquem ações conjuntas que enxerguem o colaborador em sua totalidade. Pautar-se por meio de um processo de crescimento sustentável e humanizado torna possível que o funcionário se antecipe aos problemas, busque soluções concretas, estimula o trabalho em equipe, melhora o clima, dentre outros benefícios, possibilitando assim que as companhias agreguem valor e alcancem resultados acima da média.

ExibirMinimizar
Digital