#2 JEITOS DE DESCOBRIR SE VOCÊ TEM UMA BOA IDEIA EMPREENDEDORA EM MÃOS

Eu já perdi as contas de quantas vezes chegaram pessoas e me falaram, nossa fiz umas camisetas ou pães, e vendi tudo para meus amigos – MEU NEGÓCIO É ARRASADOR

MEU NEGÓCIO É ARRASADOR.


Eu já perdi as contas de quantas vezes chegaram pessoas e me falaram, nossa fiz umas camisetas ou pães, e vendi tudo para meus amigos – MEU NEGÓCIO É ARRASADOR. Nesse início de conversa fica aquela lembrança gostosa, forte, quase como um herói relembrando seus feitos.


E aí entra o “MAS”, em ação... Quando a pessoa baixa o tom de voz e fala - Agora que fiz uma remessa ainda maior, mas não estou conseguindo vender! E infelizmente ela não consegue entender o que aconteceu.


ORA, ACONTECE APENAS QUE SEUS AMIGOS NÃO SÃO O MERCADO.
Exatamente, os seus amigos compram para lhe apoiar, porque precisam, por várias motivos, mas o mercado não é apenas eles e essa é uma lição crucial que você deve lembrar antes de entrar de cabeça na criação de um negócio.
Você testou a sua ideia com quem?

Aqui vão #2 dicas para lhe ajudar a evoluir desse ponto:


#1 - PEÇA INDICAÇÕES
Os amigos dos seus amigos já estão fora do seu círculo, então oferecer a essas pessoas já fica um teste melhor para o seu produto/serviço. Elas não têm ligação direta com você, então é mais fácil recusarem e dizerem o porque, ou comprarem e também lhe darem feedbacks menos tendenciosos. Isso já é mais próximo do mercado ideal.


#2 - AMBIENTES ONDE ACONTECEM
Vá nos lugares onde o problema ocorre e tente oferecer a sua solução, veja como as pessoas reagem a sua proposta. Esse é um teste ainda mais mercadológico e proveitoso, estar onde a situação acontece.


Algumas pessoas que indico isso falam, “mas eu tenho vergonha e se as pessoas não quiserem ou me acharem louca” – Eu só olho, se você está pensando nisso, empreender não é para você, esse é o menor dos problemas que virão.


FAÇA TESTES.
Lembre-se que é importante fazer testes. Os testes mais reais possíveis para você tomar boas decisões sobre o seu negócio, e entrar em algo que realmente existe mercado. Você precisará de pessoas além dos seus amigos e parentes para sustentar o negócio. Se for só para eles, faça uma vez essa sua ideia para agradar, aproveitem e pronto, porque para empreender é preciso bem mais do que esse pequeno grupo.

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    Bruno Perin

    Bruno Perin

    Bruno Perin, um cara Free LifeStyle, empreendedor, consultor, palestrante e escritor. Autor do livro – A Revolução das Startups é graduado em administração de empresas pela UFSM. Integrante do grupo dos 200 maiores talentos brasileiros pelo Virtvs Group. Com experiências em palestras nacionais e internacionais, é considerado fomentador do empreendedorismo de Alto Impacto e da disseminação do conceito de Startup no país. Perin também escreve para 13 blogs e sites cujos conteúdos atingiram em 2014 cerca de 5,6 milhões de pessoas e 2015 aproximadamente 8,1 milhões, tornando-o um dos articulistas de maior presença digital no país.

    café com admMinimizar