10 pensamentos errados sobre o cliente

Todo o profissional de venda deve ter o entendimento básico que o cliente é a pessoa mais importante do seu negócio. O cliente compra, indica e até vende o seu produto, pois tem uma experiência positiva faz questão de compartilhar com pessoas do seu ciclo de amizades

O problema é que muita gente que está na função de vendas tem algum tipo de pensamento errado sobre a figura do cliente em seu negócio. Vamos avaliar alguns deles.


1 O cliente não volta. Se ele for comprar ele compra logo e pronto. Saiu para pesquisar não volta. Lembre-se ele tem o direito de pesquisar e ver alternativas, porém um bom atendimento, uma boa pesquisa para entender a sua real necessidade, entender a objeção momentânea, pode fazer até com que ele nem saia da loja e feche o pedido.


2 Ele não sabe nada e podemos “empurrar” algo fácil nele. Quem pensa assim vou dar um conselho: “ Quem não sabe nada é você inocente.” Pode se preparar, pois o cliente está cada vez mais informado, exigente e menos fiel ao vendedor e a marca, então dê um show na hora do seu atendimento.


3 O cliente é um caroço. Ainda hoje se escuta essa expressão principalmente no varejo. No meu ponto de vista muitas vezes o caroço é o próprio atendente que não sabe nada sobre o produto, não sabe negociar e nem receber um cliente em sua loja. Lembre-se: Caroço = semente, dentro de uma semente pode ter uma árvore de 60 metros. Depende da forma que você está regando.


4 Cliente gosta do mais barato. Esse é um pensamento de vendedor desmotivado ou como eu costumo dizer, desmotivóide. Pois se ele mesmo analisar na casa dele tem produtos com marcas de valor mais agregado, e ele acha que o cliente quer o mais barato. Falta argumento, conhecimento do produto e saber negociar a melhor condição. Ninguém merece o mais barato e todo benefício gera custo.


5 O cliente não tem condições. Avaliar o cliente pela sua roupa da forma que ele se comunica, pelo carro ou relógio. É um grande erro e ainda vejo instrutores vendendo esse peixe, o importante é oferecer o seu melhor produto, pois nosso cliente merece o melhor é ele quem vai dar o sinal se o produto está dentro do que ele pretende investir ou do seu orçamento, Não temos raios-X para saber quanto ele tem no bolso ou na conta.


6 O cliente é bonzinho. Posso prometer algo para ele que eu nem tenho para entregar e muito menos no prazo combinado. Quem tem esse pensamento está fadado ao fracasso como vendedor, pois o maior erro é prometer algo que não pode cumprir. Isso pode gerar um prejuízo sem proporções, para a empresa.


7 O cliente é paciente ele espera. Paciência tem limite, atendimentos sem conteúdo e demorados, problemas que nunca são solucionados, ligações telefônicas sem foco na solução, entregas que não acontecem, prazos tratados e não cumpridos. Cuidado hoje todos estão numa “correria” tremenda e uma hora pode parecer um dia.


8 O cliente gosta de ser enganado. Parece forte isso, mas é muito mais comum do que se imagina ouvir isso nas empresas. Criam negociações astronômicas, conversas sobre a bandeira do cartão, jogam para cima e depois puxam para baixo, para demonstrar que estão fazendo um descontão especial. Se em algum momento o cliente entender que tem algo errado pode levantar da mesa e buscar os seus direitos. Negociação não é extorsão.


9 Meu cliente só compra comigo. Não se iluda as coisas mudam. A forma de consumo também hoje se for mais cômodo comprar mais perto de casa, assim será. Então se ele for a sua loja ou departamento, dê o seu show, pois ele precisa ser encantado a cada visita e surpreendido por você, agindo assim dando atenção terá chance de tirar o pedido.


10 O cliente não está preocupado com o atendimento essas dicas não valem de nada. Tudo bem você que está lendo esse artigo pode até pensar assim como muitos pensam e continuam perdendo vendas e clientes. Entenda que um atendimento telefônico, um atendimento na recepção de um hotel, um atendimento em uma loja de departamento, ou seja, lá onde for, vale ouro. A primeira coisa que ele compra é você, e são apenas os primeiros 22 segundos que vão fazer com que ele decida se esse atendimento vai para frente ou não.

Lembre-se o cliente de hoje não é o mesmo de dez anos, cinco anos de ontem. O formato de consumo muda diariamente então se mexa. Não acredite em verdades prontas e pré concebidas, coloque a mão na massa. Sucesso e muitas vendas!

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    café com admMinimizar