10 lições que aprendi 10 anos após trocar o mundo corporativo pelo empreendedorismo
10 lições que aprendi 10 anos após trocar o mundo corporativo pelo empreendedorismo

10 lições que aprendi 10 anos após trocar o mundo corporativo pelo empreendedorismo

Nada melhor do que a experiência prática para nos ensinar lições importantes no mundo empreendedor

O ano era 2006, o mês setembro, eu era executivo de uma das 3 maiores empresas privadas do Brasil, tinha um belo salário e uma carreira promissora. Mesmo estando feliz profissionalmente eu queria buscar coisas novas, novos desafios. Foi quando resolvi desafiar tudo e todos e decidi pedir demissão para ser empreendedor, apesar de todas as dificuldades que o Brasil impõe para quem quer seguir esse caminho. Nesses 10 anos tive altos e baixos, fases boas e ruins, ganhei e perdi muito dinheiro, mas principalmente, aprendi muito. E aqui conto 10 coisas que aprendi na prática e que podem ajudar quem quer seguir o mesmo caminho (ou já está seguindo):

Lição 1: Você sabe cerca de 10% do que você acha que sabe:

Quando optei por empreender, acreditei que “estava pronto”, afinal trabalhava há mais de 10 anos em grandes empresas, havia passado por diversas áreas, tinha liderado equipes, etc. Quando efetivamente “sentei do outro lado da mesa” percebi que não sabia quase nada. Eu estava acostumado a ter respostas para todos os problemas, não por conhecer todos os assuntos, mas por saber quem tinha a resposta. A vida em grandes corporações é totalmente diferente da vida de empreendedor. Numa grande empresa você tem áreas que te apoiam, pessoas com conhecimentos adicionais aos seus, suporte em diversas ocasiões, se tem uma dúvida de algum assunto basta pegar o telefone e ligar para um especialista. Numa carreira empreendedora, muitas vezes você tem apenas seu esforço e ele tem que fazer com que você resolva questões de marketing, finanças, RH, juridico, contabilidade, etc.

Lição 2: Esteja preparado financeiramente:

É ilusão achar que em pouco tempo você vai montar sua empresa e já terá o retorno financeiro que o mundo corporativo te proporciona. Raros são os casos em que se consegue manter o mesmo padrão de vida ao se optar por empreender. É muito importante ter uma boa reserva financeira. Eu demorei 4 anos para igualar o que ganhava no mundo corporativo. E esqueça 13º, FGTS, férias.

Lição 3: Você vai errar muito:

A frase é antiga mas não custa lembrar que “errar é humano”. E quando se empreende se erra muito, principalmente por falta de preparo e conhecimento. Se toma decisões erradas, se contrata errado, investe-se errado, faz-se parcerias erradas. Principalmente no início os erros são frequentes, mas com o tempo você vai aprendendo e passa a errar menos e o principal, passa a lidar melhor com os erros.

Lição 4: Tome decisões rápidas:

Nas grandes empresas é normal as decisões demorarem dias ou meses para serem tomadas e as vezes podem envolver várias pessoas com opiniões diferentes o que atrasa mais ainda o processo. Numa empresa menor, numa situação de tomada de decisão, cada minuto é importante. Uma decisão não tomada ou tomada tardiamente, pode acarretar em sérios problemas para o futuro da empresa. Obviamente uma decisão tomada rapidamente é suscetível a erros, mas ok, errar faz parte da vida empreendedora.

Lição 5: Não tenha receio em recomeçar de uma nova forma:

Nos meus 10 anos como empreendedor já recomecei 4 vezes. Minhas empresas hoje não são nem de perto parecidas com o que eram quando resolvi mudar minha carreira. Algumas vezes o recomeço foi planejado, o caminho que o negócio estava tomando não era adequado e optei por recomeçar. Mas outras vezes o recomeço foi forçado, por problemas de mercado, por inadimplência de clientes, por falta de conhecimento. Bato palmas para os Empreendedores que conseguem acertar de primeira. Não foi meu caso.

Lição 6: Você vai pensar várias vezes em desistir:

Inúmeras vezes passou pela minha cabeça largar tudo. Algumas vezes cheguei bem perto, ativei minha rede de contatos, passei a procurar emprego, enviar inúmeros CVs. O destino não quis que eu me recolocasse e então eu segui tentando minha carreira empreendedora. Você vai passar por boas e más fases, vai ganhar e vai perder dinheiro. Cada indivíduo sabe qual é seu limite e até onde está disposto a continuar tentando. E não custa lembrar mas se eventualmente for necessário desistir e voltar ao mercado, lembre-se que isso não é demérito nenhum.

Lição 7: Junte-se com Pessoas com os mesmos valores e competências complementares:

Talvez uma das maiores lições seja essa. Escolha muito bem com quem você vai se unir, com quem você vai se associar, com quem você vai se aliar. As melhores equipes são aquelas onde as pessoas possuem os mesmos valores e os conhecimentos são complementares.

Lição 8: Tenha Foco:

Creio que uma das principais características dos empreendedores seja estar sempre tendo ideias de negócios, das mais variadas. Principalmente no início, tentar “abraçar o mundo” e ter vários negócios em paralelo não vai funcionar. Já passei por fases onde tinha 4 empresas iniciantes e não conseguia fazer nenhuma se desenvolver adequadamente. A não ser que você tenha recursos financeiros ilimitados (que nunca foi meu caso) e possa montar equipes de alta performance para diferentes negócios, se preocupe primeiro em ter um negócio de sucesso para depois pensar num segundo. E eventualmente, nem pense num segundo.

Lição 9: Prepare-se para trabalhar muito mais:

É verdade que no mundo empreendedor você pode fazer seu horário ou se dar folga quando quiser. Mas se eventualmente passa pela sua cabeça que no mundo empreendedor você vai trabalhar menos, você está bem enganado. Você passa a pensar em seu negócio 24h por dia, olhar números, pensar estratégias, acordar de madrugada e anotar uma ideia. Não existe mais dia ou noite, dia útil ou final de semana. Mas para o Empreendedor que tem paixão pelo que faz, isso está longe de ser um problema.

Lição 10: Não faça do trabalho um sacrifício e sim um prazer:

Quando você opta por empreender parte-se do pressuposto que você escolherá um ramo de negócio que tenha afinidade e goste de atuar. Quando estamos no mundo corporativo, pode acontecer de sermos transferidos para uma função ou área que não gostamos, mas acabamos aceitando já que paga as contas do fim do mês. Se você já empreende e seu negócio não lhe dá prazer, não faz você acordar todo dia motivado com vontade de ir trabalhar, algo está bem errado e talvez esteja na hora de você se reinventar.

Obrigado pela leitura!

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento