10 "Growth Hacks" Que Vão Mudar o Seu Negócio
10 "Growth Hacks" Que Vão Mudar o Seu Negócio

10 "Growth Hacks" Que Vão Mudar o Seu Negócio

Para um negócio hoje realmente ter sucesso, tem que crescer ou ser “disruptive” (ou seja, ser inovador e lidar com novas ideias e estratégias). Se você tiver sorte, ele vai fazer as duas coisas.

Ser “disruptive”, afinal, é por si só um "growth hack", o que levanta a questão: Como que uma pessoa é distruptive em uma indústria? Porque as disrupções não são novidade: Nós vimos dezenas delas nos últimos anos: Um jovem empresário tem uma grande ideia, agita as coisas e surge com um negócio de bilhões de dólares que deixa as pessoas de boca aberta, imitando, desacreditando e invejando, tudo no meio de um redemoinho vertiginoso de emoções.

Mas a questão que ainda permanece: Como é que este padrão realmente acontece? O que é necessário para um negócio onipresente redesenhar a sua indústria e sair por cima?

As respostas são disruptivas, e seus subprodutos, o crescimento, que ocorrem porque os melhores empresários estão prestando atenção nas tendências. Aqui estão dez maneiras que você pode replicar o exemplo deles em seu próprio negócio.

1. Torne uma tendência existente ainda melhor.

"Piggybacking" é um modelo de negócio familiar. Você entra na indústria através da construção de um serviço já existente em um mercado diferente. Por exemplo, você compra SaaS, o que lhe permite melhorar a sua utilidade do Twitter ou eficácia. Então, porque o Twitter é em si um negócio bem-sucedido, você acha que o "piggybacking", usando o Twitter, melhora as suas perspectivas.

Existem variações nesta história: Uma vez que uma indústria pioneira identifica uma tendência, ela só precisa aperfeiçoar essa tendência. Pegue a mídia social como exemplo. O Facebook não foi a primeira ou única plataforma de mídia social. Mas os seus criadores notaram que as pessoas queriam uma rede exclusiva, de modo que eles permitiram que apenas estudantes universitários entrassem primeiro. E o resto é história.

Quando você notar uma tendência começando, aproveite-a, expandindo-a ou melhorando ela. O exemplo do Facebook ilustra porque o MySpace se tornou uma coisa do passado.

2. Criar qualquer coisa sob demanda.

A economia sob demanda veio para ficar, o escritor Zalman Duchman disse. E ele está certo. Sob demanda não é apenas uma ótima ideia, é uma expectativa do consumidor.

A Business Insider acertou em cheio quando escreveu: "Os novos modelos sob demanda abriram a porta para a realização em tempo real de bens e serviços, que os consumidores têm abraçado com uma frequência que não tem precedentes."

3. Dê as pessoas algo tão rápido quanto elas perguntarem por isso.

Ninguém quer esperar por qualquer coisa. Os clientes do Uber podem solicitar um táxi a qualquer hora do dia ou da noite, e eles vão ter uma corrida. Os membros da Amazon Prime encomendam um pacote, e eles vão tê-lo dentro de dois dias.

Os consumidores querem imediatamente. Se você pode entregar o imediato dentro de uma indústria que está acostumado a esperar, parabéns: Você acabou tornando disruptiveessa indústria. Em suma, adicione "rápido" para sob demanda.

4. Mergulhe toda a sua indústria com adaptação móvel

Qualquer indústria que ainda não tenha "se tornado móvel" está pronto para se tornar disruptiva. A razão é que quase todo mundo está atrelado a um dispositivo móvel. Uma vez que este dispositivo pode destravar as portas (literalmente) ou tornar a vida mais fácil, o que foi criado é uma oportunidade disruptiva perfeita.

Há alguns anos atrás, eu teria aconselhado a "entrar na era digital". Mas a revolução digital está atrás de nós. Enquanto que a "câmera digital" foi uma vez o próximo passo na fotografia, agora as câmeras de celulares vêm à tona. Estamos vivendo na era móvel.

5. Fazer o serviço ao cliente o seu completo foco.

Se você pode criar um serviço inesquecível e excelente para o seu cliente, você ganhou com sucesso esse cliente. A coisa a lembrar é que o serviço ao cliente é a condição necessária do marketing online. Enquanto dezenas de empresas pagam da boca pra fora esta realidade de serviço, apenas um número relativamente pequeno tem agido de acordo com ela.

Tome a Zappos como exemplo. Essa empresa transformou o mundo estéril e impessoal do comércio eletrônico na experiência envolvente e humana do serviço.

Se você pode transformar uma indústria hostil em seu cerne injetando incríveis serviço ao cliente na mistura, você vai trazer rastejando todo o nicho de mercado a sua porta.

6. Satisfazer um desejo humano por conveniência absoluta.

Assim como você vai ser sábio para fornecer o serviço sob demanda, você vai descobrir que a satisfação das necessidadescom a conveniência é uma receita simples para o sucesso.

Conveniência é a estratégia GrubHub usado para tornar disruptive as expectativas dos consumidores de entrega de comida. GrubHub tornou fácil para qualquer um satisfazer a fome sem ter que colocar as calças, entrar no carro ou dirigir em algum lugar.

Tornou-se o auge da conveniência, e um modelo disruptive.

7. Transforme o 'complicado' em simples.

O menos é bonito, e quando você transforma um processo complicado, sistema ou método em uma experiência simples e sem costura, você ganha. A Apple fez isso com a computação; a Nest está fazendo isso com os seus termostatos. O PayPal fez isso com os pagamentos.

Fazendo um processo essencial ajuda a desmantelar outros produtos/serviços inconvenientes, e estimula uma forte atração.

8. Remover algo “padrão.”

O que você pode remover de um produto ou processo que irá torná-lo melhor? Responder a essa pergunta é difícil, mas necessário, a fim de torna-lo disruptive. Considerar:

  • O que acontece quando você remove o filme de uma câmera? Você tem a indústria da fotografia digital.
  • O que acontece quando você remove a água do vaso sanitário? Você tem o poder sustentável de banheiros sem água.
  • O que acontece quando você remove o saco de pó de um aspirador de pó? Você tem revolucionário aspirador Dyson.

Você compreendeu a ideia.

9. Dê isso de graça.

Alguns dos negócios mais disruptiva hoje são gratuitos. Pense nisso.

O Skype transformou a comunicação de voz global, e você pode nunca ter gasto um centavo nele. Pense em quantas horas você gastou no Spotify, no streaming de música, e como foi completamente gratuito. O Facebook? Você não paga a essa empresa uma taxa mensal a menos que você esteja exibindo anúncios. O Twitter? Os seus 2.000 seguidores são inteiramente gratuitos. O Google? Se você tivesse que pagar por todas aquelas pesquisas que você está fazendo, você estaria afundado em dívidas.

Então, qual é o traço em comum aqui? "Gratuidade", obviamente.

Empresas disruptivas crescem em virtude do seu preço de venda: neste caso, nada. Então, essas empresas invertem a engenharia do modelo de negócio com o intuito de chegar a rentabilidade.

Pode soar ultrapassado (e é), mas olha aonde o Skype, Spotify, Twitter, Facebook e o Google estão hoje.

10. Torne isso uma assinatura mensal.

Muitas empresas ainda estão funcionando de acordo com um modelo transacional: Você me paga X. Eu lhe dou Y. E está feito.

Embora essa não seja a forma como as empresas disruptivas de hoje estão fazendo isso. Em vez disso, elas contam com modelos de assinatura mensal, em que você paga, paga, paga e você fica, fica, fica.

As apostas são agora mais elevadas para ambos, o consumidor e o negócio. O consumidor sabe que a cada mês ele ou ela vai pagar uma taxa fixa. A empresa sabe que, a fim de manter esse cliente, tem de entregar um fluxo consistente de bens ou serviços que satisfaçam.

Conclusão

Disruptive é um desejado precursor do crescimento.

Mas ser disruptive é notoriamente difícil. Em algumas indústrias, você tem que lutar contra décadas de inércia e progresso lento; em outras palavras, você tem que lutar com o tradicionalismo e modos arraigados de pensamento.

As indústrias não são sem alma ou pessoas com menos individualidades. Elas são feitas de viver, respirar e pensar os seres humanos. Essas pessoas, muitas vezes, preferem o status quo e relutam em mudar as suas maneiras de ser. E essa grande inércia é o que faz certas empresas amadurecerem para a mudança.

Então, pense nisso: A única maneira de mudar a sua indústria é induzir a convulsão em larga escala dentro do seu negócio. Só então você estará pronto para realizar uma revolução positiva e profunda em uma escala mais ampla. Só então você vai ganhar o apelido disruptive.

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.