8 dicas infalíveis para criar campanhas de moda incríveis

Um guia prático e completo para não errar ao criar campanhas de moda

Pode parecer estranho para muita gente, mas o fato é que o produto em si não é o fator determinante para transformar uma marca em um sucesso, como muitos pensam. No mundo da moda, o sucesso está mais ligado à imagem do que ao produto propriamente dito. Ou seja, é mais desejo do que necessidade, mais subjetividade do que objetividade.

Um dos motivos é a expansão do mercado têxtil, proporcionando ao consumidor uma vasta gama de opções, e produtos com qualidade e design similares, pois em um mercado ditado por tendências, poucos arriscam ousar e sair da linha “comercial” para não colocar em risco suas vendas.

Coleção não vende campanha

Imersos em um mercado cada vez mais similar, o produto, ao longo dos anos, deixou de ser o fator principal que motiva a decisão de compra dos consumidores, dando lugar ao quesito imagem, que permeia o subconsciente das pessoas, e que gera o desejo de consumo.

Criando uma boa campanha de moda

A criação de uma boa campanha de moda não é uma tarefa fácil, mas sim, bastante complexa.
O primeiro passo é identificar qual o posicionamento da marca, ou em qual ela quer estar. Somente a partir desta definição prévia é que será possível obter coerência ao longo de sua estruturação.

Vou elencar abaixo 08 dicas infalíveis a serem seguidas para uma boa construção de campanha:

1) Analise a história da marca
É preciso conhecer marca para identificar sua história e saber se a campanha seguirá o mesmo rumo ou evoluirá. Desta forma, evitará a possibilidade de ser criada uma campanha desconexa, que além de não atrair novos consumidores, afastará os atuais.

2) Defina o perfil do público alvo
Entender quem é o homem ou a mulher que veste a marca, é necessário para identificar qual será o público alvo da campanha, possibilitando maior assertividade em sua criação.

3) Defina um ambiente
Como toda boa história, é preciso que haja um roteiro: onde se passa a história, qual é a trama, qual o perfil do personagem, etc. É justamente pela falta de roteiro que existem centenas de campanhas horríveis no mercado, do tipo que não fala nada para ninguém, ou que fala tudo para todos.

4) Defina a beleza
Uma vez identificado o perfil do usuário da marca, é vital que a (o) modelo esteja de acordo com este perfil, caso contrario, sua campanha não fará sentido para seu destinatário.
Além do mais, com base em uma boa definição desta etapa, ajudará sua marca na escolha do profissional de make/hair mais indicado para a campanha.

5) Defina o acting
Após definido o roteiro da campanha, o acting (poses) será a retratação visual deste roteiro. Certifique-se da perfeita execução desta etapa, caso contrário, seu destinatário não entenderá sua campanha. É como querer passar simplicidade e as poses das fotos remeterem à extravagância.

6) Defina a cenografia
Com base no roteiro, defina os locais/ambientes que comuniquem esta informação. De nada adianta criar um roteiro onde a história se passa no campo, e as fotos serem realizadas na cidade.
É importante, antes de tudo, levar em consideração se o cenário escolhido tem harmonia com a coleção em si. É como colocar um vestido de festa e salto agulha sendo fotografado na areia do mar, simplesmente pelo fato da coleção ser de verão. Fuja desta armadilha!

7) Defina o styling
O look, os calçados e os acessórios, deverão estar de acordo com o perfil do usuário de sua marca, e principalmente, é preciso ter cuidado para que os acessórios em geral não roubem a cena da foto, caso contrário, mais uma vez sua campanha perderá o sentido.

8) Defina o enquadramento
Já pensou ter aquela foto linda, que é a cara da campanha, não poder ser usada em outdoors ou em outras mídias por causa de seu formato? O enquadramento é extremamente importante na hora das fotos, pois de nada adianta ter um ótimo material e não poder usá-lo.

Antes de iniciar as fotos, tenha em mente as seguintes questões:

a) Qual será o formato do catálogo?
b) Quais fotos irão querer usar em formato horizontal (para outdoors, banners para website, etc)?
c) Quais fotos serão usadas em anúncios? Os anúncios serão página simples ou página dupla?
d) Que tipos de materiais de merchandising irão utilizar? Estes materiais serão verticais ou horizontais?

Tendo esta definição, se torna possível orientar o fotógrafo durante as fotos, e minimizar as chances de finalizarem fotos das quais não serão aproveitadas.

Dicas importantes para o dia da campanha

Uma campanha está longe de ser barato, não é mesmo? Afinal, envolve muitos profissionais que cobram por cada diária trabalhada, por isso, é importante que não se perca tempo e que as coisas fluam de maneira constante, sem imprevistos.


No dia das fotos, é preciso respeitar algumas etapas para que o resultado final do trabalho seja positivo, fazendo uma série de checagem:

1ª checagem: Iluminação
De acordo com seu roteiro, verifique se a iluminação está ok.
Exemplo: Se a história se passa ao amanhecer, o ângulo da luz precisa estar devidamente posicionado para que produza este efeito.

checagem: Beleza
Após checagem da iluminação, certifique-se de que a maquiagem e o cabelo, de acordo com a iluminação, estão da forma que a história pede.
Obs.: Sempre faça essa checagem com base no resultado que aparece na lente do fotógrafo.

checagem: Look
Avalie se o look, incluindo os acessórios, está de acordo com a maquiagem, o cabelo, a iluminação, e se está realmente passando a mensagem que deverá ser passada.

checagem: Acting
Avalie se as poses que a(o) modelo está fazendo, estão de acordo com o que foi definido para a campanha.

Para diminuir o risco de falhas, é imprescindível que seja criado um material com as referências de cada item para que os profissionais saibam de fato o que a campanha pede, e o que se espera de cada profissional envolvido.

CONCLUSÃO

Para o sucesso de uma campanha, não basta que a coleção em si seja bem desenhada, é preciso, sobretudo, que a imagem e a campanha sejam bem desenvolvidas e executadas, caso contrário, sua marca será apenas um produto bom, mas sem conceito e sem desejo de consumo.

É preciso, além do olhar técnico referente ao produto, ter a visão comercial e aplicar ao máximo os conceitos de marketing, caso contrário, sua marca será apenas mais uma entre tantas outras no mercado.

É isso que você quer para sua marca?
Publicado originalmente no site Fortalecendo Marcas
ExibirMinimizar
Digital