Ética profissional x rede social X imaturidade profissional
Ética profissional x rede social X imaturidade profissional

Ética profissional x rede social X imaturidade profissional

Desafio das empresas em frente ao uso irresponsável da rede social , onde a falta de ética profissional é capaz de ultrapassar a barreira do respeito

O livre acesso a mídia social WhatsApp, Facebook, Twiter onde as pessoas se escondem atrás de uma tela de computador, com seus celulares as mãos, trouxe aflorado o caráter, a imaturidade e falta de responsabilidade do ser humano, capazes de publicar “posts” “mensagens” falsas, alterados, ofensas, de forma gratuita aos que não compartilham de suas opiniões.

O fato de ter uma opinião que diverge dos demais, não dá o direito a qualquer pessoa de se manifestar em redes sociais, em fofocas, denegrindo a imagem e a reputação de seu colega de trabalho.

O uso imoral das redes sociais atenta contra a integridade de qualquer ser humano, a falta de ética profissional e humana é o que menos importa quando este “profissional” está com teclado em mãos ou celular, seu único pensamento naquele momento é atacar o que demostra a imaturidade profissional para estar num convívio corporativo.

Não é indiferente ao que publica, os demais que gostam das mensagens, posts, com likes e comentários, não sabem o motivo da publicação, porém não importa, o que é importante é deixar sua marca registrada.

A imaturidade profissional não os faz questionar e avaliar se o que é publicado de fato é verdadeiro. A pouco tempo me deparei dentre tantos outros, um “post” de um colaborador com texto alterado e claramente direcionado a seus Gestores e colegas da organização, se quer ter o cuidado de certificar se era verdadeiro. O que pouco naquele momento importava, pois, “sacudir” a organização e atacar seria o troféu.

Apenas o publicou como “autor desconhecido” e likes e mais likes dos demais colegas e ex-colegas o que deixa claro o que diz Patrícia Peck sobre responsabilidade digital:

“Não podemos confundir liberdade de expressão nas redes sociais com irresponsabilidade, senão torna-se abuso de direito. O que mais prejudica a liberdade de todos é o abuso de alguns, a ofensa covarde e anônima, isso não é democracia. “

O grande desafio das empresas é extinguir a falta de ética profissional quando do uso irresponsável de redes sociais no ataque entre seus pares, desde o colaborador do chão de fábrica ao líder de setor sofrem e colaboram com os ataques direcionados.

Ataques em mídias sociais, prejudicam seres humanos, causam ansiedades, com um simples clique qualquer pessoa pode denegrir e destruir a vida profissional de uma pessoa. Em nosso país a justiça brasileira vem ativa e rígida contra essa postura pessoal e de grupos.

Portanto é claro, não importa qual seu cargo dentro da organização, caráter, honestidade e ética profissional não faz mal a ninguém, muito pelo contrário faz a diferença, no mundo corporativo onde poucos são os profissionais técnicos, capacitados.

“Todo tipo de liberdade exige educação e um ambiente seguro para se manifestar. Neste sentido, qualquer excesso é prejudicial, seja pela falta da liberdade ou pelo abuso dela. Ainda vamos todos sofrer as consequências dessa nossa delinquência digital. Para garantirmos a sustentabilidade na tecnologia, é preciso ser ético, ser transparente, ter governança e estar compliance.” Patrícia Perk

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    café com admMinimizar