Mais comentada

O que é ser consultor?

Ser consultor é ser paciente e ter a humildade necessária para, antes de tudo, aprender com o cliente e, depois de tudo, agradecer ao cliente pelo fato de ele ter contribuído para o sucesso da consultoria.

Jerônimo Mendes,

Recebo constantemente e-mail de profissionais interessados na “maravilhosa” profissão de consultor, razão pela qual tomei a iniciativa de elaborar esse pequeno tratado para esclarecer alguns pontos importantes para quem deseja se aventurar nesse mercado que, ao contrário do que se imagina, não é nada simples nem tão maravilhoso, mas pode render bons frutos dependendo da maneira como se atua.

Espero, dessa forma, contribuir para a sua tomada de decisão e se você conhece alguém que deseja ser consultor apenas para preencher o tempo e livrar alguns trocados na falta de opção, lembro que a vida é muito curta para se desperdiçar o tempo e não existe nada mais triste do que se arriscar na profissão em que o cliente espera muito mais do aquilo que lhe é prometido.

Vejamos, um por um, de acordo com a experiência nessa área:

1.  Seja sincero consigo mesmo e análise os prós e contras da atividade. Só se deve prestar consultoria quando se domina relativamente o assunto e se sente plenamente capaz de discutir problemas com os clientes de igual para igual, principalmente pelo fato de que eles depositam todas as esperanças no consultor, mas nem sempre a solução depende dele e sim de um trabalho conjunto.

2.  Como em qualquer negócio, o resultado depende de três premissas básicas: foco, paciência e persistência. O importante é focar a área em que se pretende prestar consultoria e estudar o assunto exaustivamente. Não queira abraçar mundo e procure especializar-se para ser o melhor no assunto e se tornar referência no mercado.

3.  Frequentemente a profissão de consultor é denegrida no mercado por inúmeros consultores que fazem péssimos trabalhos sem o mínimo de metodologia, portanto, aqui vão algumas dicas: defina uma linha de ação, uma metodologia própria de trabalho, desde o diagnóstico até a apresentação de propostas, um modelo de projeto de consultoria, da abordagem ao fechamento com o cliente, caso contrário, você vai sofrer sem necessidade e o cliente vai duvidar do seu trabalho.

4.  Consultoria funciona na base da confiança, portanto, o primeiro trabalho desenvolvido é a chave de entrada para os próximos negócios. Contrata-se muito por indicação e referência. Procure inicialmente não se envolver com mais de um projeto até que possa ganhar firmeza e velocidade para absorver outros projetos aos poucos.

5.  Existem diversas empresas de consultoria no mercado onde você pode se associar, mas caso queira tentar uma carreira solo, o ideal é elaborar um folder específico e um cartão pessoal de visitas para iniciar a propaganda do seu negócio. Associar-se a uma empresa renomada acelera o reconhecimento no mercado ou até mesmo com algum outro parceiro que queira seguir na mesma linha, pois sozinho é um sempre mais difícil.

6.  Se você viver somente de Consultoria, deve ser disciplinado quanto às despesas e tomar cuidado, pois existem altos e baixos. Num mês você ganha, no outro não, alguns projetos consomem mais tempo do que outros e assim por diante, portanto, ganhar respeito no mercado requer paciência e planejamento.

7.  Conquistar um nome no mercado leva tempo, é um processo a ser vivido, um projeto de vida e somente o tempo vai dizer o que é possível, porém não existe nada que resista ao trabalho. Como disse anteriormente, o importante é ter foco e não desanimar, sempre existe espaço para quem se dedica e descobre sua verdadeira missão e vocação.

8.  Não se deve fazer consultoria apenas por fazer, mas fazer dela um projeto de vida, uma forma de contribuir e ajudar as pessoas. Isso conta muito na hora de fechar negócios. As empresas esperam muito do consultor. Você somente não terá sucesso se ficar alternando constantemente entre ser empregado e ser consultor, mudando ano a ano para encontrar um caminho, mas se estiver focado não há como dar errado.

Por último, lembre-se que a vida de consultor requer viagens constantes, horas e horas de dedicação até mesmo dentro de casa, no exato momento em que o seu filho quer brincar e conversar. Além disso, proporciona rendimento variável e exige certo preparo para atuar como psicanalista, psicólogo e confidente em situações onde destreza e habilidade são determinantes para não ferir suscetibilidades que surgem de todos os lados.

Pense nisso e empreenda mais e melhor!

Curta o Administradores.com no Facebook
Acompanhe o Administradores no Twitter
Receba Grátis a Newsletter do Administradores

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Shopping